Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Crise dos 35

Crise dos 35

Super Máquinas

Socooorrooo, queremos ser perfeitas e tenho a certeza que somos, mas será que isso nos trás felicidade!?? Acho que não. Se começarmos a fazer uma listagem de tudo aquilo que conseguimos fazer durante as horas que nos mantemos acordadas vamos encher facilmente um rolo de papel com uns dois metros de comprimento, no minimo... e se juntarmos a isso a quantidade de coisas que conseguimos fazer em simultâneo todas deveriam ter lá em casa pelo menos uma estante cheia de Emmys, somos sem dúvidas seres extraordinários! Mas estamos nós cientes de tamanho desse valor? ou melhor, seremos nós diariamente veneradas por possuirmos poderes inatingiveis por outros seres!? Pois, também acho que não, para seres do sexo masculino ou para outros seres que estão ainda em vias de crescimento nós somos sempre responsáveis por lhes faltar qualquer coisinha nas suas fantásticas vidinhas.... roupada lavada, lanches prontos, mochilas, carteiras,... essas coisinhas que faltam sempre a esses serezinhos também davam bons largos metros de listas intermináveis.

Portanto, sabem o que vos digo!? esqueçam a perfeição, a felicidade certamente está na imperfeição da vida, vamos continuar a ser super máquinas, sim vamos, mas isso não é o mais importante.

 

Bom Fim de Semana, e que este seja um Fim de Semana Feliz

Quarta-Feira da Vida

Inspira... expira... inspira... expira... sustem a respiração que já estamos na quarta-feira da vida! Estamos no meio da vida! E isso têm o seu valor, já acumulamos alguma sabedoria, o que já nos permite muitas vezes dar razão às nossas mães... irra, que elas tinham razão quando nos diziam algumas coisas durante a nossa juventude e nós achavamos que nós é que sabiamos. 

Outra vantagem é que ainda temos tempo para escorregar pela vida ao sabor do vento e mergulhar de cabeça no que ela têm para nos oferecer.

Boa semana!

 

Obrigada Universo

Não seria bem mais simples se na maternidade no momento do nosso nascimento a Sr. Parteira entregasse à nossa mãe o respectivo manual de instruções da nossa vida!? em vez de entregar a certidão de nascimento ou o boletim do bebé. Eu acho que seria. Neste momento estaria no capítulo 36º À Procura de Respostas, alinha a) quais os sentimentos que vão dentro do coração, alinha b) como arrumar os sentimentos que vão coração, alinha c) o que fazer com os sentimentos que acabamos de arrumar dentro do nosso coração. Era tudo tão mais simples... para pessoas como eu isto seria como ganhar o euromilhões, gémeos com ascendente em sagitário!! Ninguém merece... a culpa não é minha, foi do alinhamento dos astros no momento em que nasci. E agora o alinhamento dos astros no dia e hora do meu nascimento, mais a passagem de Neptuno não sei bem por onde aos 35 anos, agita tudo ... e não, não se deita numa taça, continua tudo agitado cá dentro!! Fantástico o nosso universo, somos como pequenas grão de areia que vivem à mercê de berlindes gigantes que flutuam por entre pontos brilhantes! Irónico. Obrigada Universo.

 

O Tempo

Nada a fazer, passamos o tempo a querer que o tempo passe rápido, quando temos a sensação que o tempo começa a passar demasiado rápido, a partir dos 30, entramos em parafuso. Quem nos entende!? acho que ninguém... nem nós nos entendemos, o tempo trás e o tempo leva, se colocarmos tudo numa balança, não sei qual seria o resultado... será que queremos voltar a ter 20 anos!?? uiiii, muito difícil responder a esta questão...

Quando tinha 20 anos, sentia-me completa-me livre, aproveitava ao máximo todas as oportunidades que a vida me dava, divertia-me à brava, dava um pontapé a uma estrela com uma perna às costas. Acho que aproveitei a minha juventude com conta e com medida, mas aproveitei-a bem! Sempre me achei uma adulta bem resolvida, até agora em que a crise bateu à porta. Acho que quando somos adultos, somos responsáveis, mães, donas de casa, funcionárias,... e no fim, só no fim aparecemos NÓS. E no meio disto tudo onde estão as nossas opções de escolha, a liberdade para fazermos o que nos apetece. Vá, eu sei, entre treinos de futebol, aulas de natação, reuniões intermináveis e afins é difícil gerir horários, mas é urgente escolher um momento da semana só pra nós, sem planos.

Precisamos de tratar de NÓS, precisamos de tratar de nós agora. Queremos sentir-nos livres como quando tinhamos 20 anos, mas com a sabedoria e maturidade dos dias de hoje. 

Essa é parte da fórmula para nos sentirmos completas, voltarmos a ser o que já fomos no passado mas com mais requinte!

Apimentar a Vida

Sabem quando bato mesmo no fundo no caminho para a meia idade, sabem quando é!? Quando sou a "chefe" sim, aquela que é a mais velha da equipa, aquela que é a "sabia", a que têm mais experiência e da qual a equipa espera a tomada de decisões difíceis. Sou a mais velha da minha equipa!! A mais velha, ou será que será o resto da equipa que é muito nova... Digo em tom de graça que tenho idade para ser irmã deles!! há uma criatura que às vezes me diz "mas no teu tempo não era assim..." NO TEU TEMPO"... no meu tempo... WTF!? parece que entrei numa máquina do tempo e que o meu tempo foi à séculos... nunca o poderia ser, a não ser que tivesse sido mordida por um daqueles vampiros giros e atraentes que agora aparecem constantemente em filmes e séries da Tv, pelos vistos está na moda ser-se vampiro. Bem, só nesse caso poderia ter séculos de vida! Para completar o ramalhete a coisa fica melhor ainda quando acham que sempre fui uma pessoa séria, nunca sai à noite, que nunca fiz asneiras e que não faço ideia do que eles fazem quando não estão a trabalhar. Quando chegamos a este ponto parece que a minha adolescência foi mesmo antes de ter nascido!! Acho que é disso que sinto falta, de fazer "asneiras", coisas proibidas, antes passava o tempo a fazer coisas às escondidas dos meus pais, agora que já podia fazer o que me apetecesse, já não faço!  Será que por ser mãe, esposa, chefe.. e coisas dessas de gente adulta que perdi algo pelo caminho!? Certamente deve existir uma teoria que explique fisiológicamente este comportamento, se calhar este comportamento está relacionado com baixos níveis de adrenalina, tenho de investigar,  ou poderia explicar isto através do sindrome do rebanho de ovelhas!! Em larga escala a sociedade é como um grande rebanho de ovelhas, em que temos de seguir todas umas às outras, as que saiem do rebanho são as ovelhas ranhosas e há ainda as ovelhas negras. 

Esquecendo as ovelhas, inclino-me para a falta de adrenalina, na adolescência/ juventude o que mais havia a percorrer-me nas veias era adrenalina e agora!? A falta de adrenalina leva-nos a um beco sem saida da crise da meia idade!

Solução: Bora lá fazer a Adrenalina Disparar e apimentar a minha vida :) 

Mundo Cor de Rosa

Tenho perfeita consciência que vivo num mundo outro mundo, há muito que lá vivo. A primeira vez que ouvi dizer que vivia noutro mundo, foi numa era remota quando os telemóveis ainda tinham teclas e os pc's se ligavam à internet pelo cabo do telefone de rede fixa, foi um iluminado estudante de Física que no meio de uma discussão sobre uma teoria qualquer, depois de já não ter argumentos, me disse "Não consegues perceber porque vives num Mundo Cor de Rosa". E foi assim, que desde essa era remota, numa noite qualquer da vida de estudante, numa esplanada de um jardim o primeiro ser me disse que vivia num mundo paralelo ao real!

Portanto viver num mundo cor de rosa deveria ser fantástico, pelo menos a ideia é de que quando se utiliza a palavra "cor de rosa" é para definir coisas boas. Pois, a minha vida não se pode dizer que é má, nada disso. Num mundo cor de rosa não sei se é, mas que é num mundo diferente acho que deve ser. Tenho tendência para ver apenas o lado bom das pessoas e do mundo.

Talvez seja uma eterna criança... e vivo num mundo tipo conto de fadas onde a vida se pode contar através do Era uma vez... acho que deve ser por aí, tenho o dom de pegar num acontecimento da minha vida e tranformá-lo numa hilariante história, quase sempre comica. Consigo praticamente sempre ver o lado positivo das "desgraças" que me acontecem e rir como se não houvesse amanhã.

Será isto viver num mundo cor de rosa!! Será possível viver até aos 36 num mundo cor de rosa... E será que esse mundo esta a começar a desmoronar-se e vai dai vem a tal crise... OMG será que o universo quer que eu acorde para a vida nua e crua!? Já estou a imaginar uma espécie de buraco de ozono na minha camada cor de rosa por onde estou a começar ser sugada e a todo o custo me estou a agarrar às paredes deste mundo, que mais parecem uma pastilha elástica gigante cor de rosa...

 

Crise dos 40

Tenho uma amiga minha que me disse "Amiga crise aos 35!? Mas essa tal crise não é aos 40?", pois bem não sei... das duas uma, ou quando chegar aos 40 ainda estou na mesma crise ou tenho uma nova!! Dizem que os 40 são um marco na vida das mulheres, as minhas expectativas  estão tão elevadas neste momento que quase que imploro ao tempo que dê um salto até 2021 para descobrir o que existe na meta dos 40 há espera das mulheres, será um Brad Pitt, até nisso se nota como sou do tempo da era dos dinoussauros, o Brad Pitt nesta altura já deve ter mais rugas do que eu, nem sei quem é agora o Giro da Berra! Bem mas voltando ao assunto, 2021 OMG, nãoooo 2021 parece-me completamente aterrador. É melhor manter-me em 2018, na minha crisezinha, ai o que quererei eu da vida... ai parece que durante 10 anos estive adormecida a ser a fada do lar... ai será que mando o meu trabalho às ortigas... ai será que me mantenho o meu relacionamento, ai.. ai... ai... e bem serão uma quantidade de "ais" que se fosse ao psicólogo e ele me cobrasse por cada "ai" sairia de lá depenada como um frango acabado de embalar.

 

Oh Santa Inocência

Como não consigo parar a minha mente inquieta devorei um livro em menos de 3 dias!! era um livro que andava cá por casa há já alguns anos, foi-me oferecido por uma amiga, mas nem sei porque nunca o li, até há 3 dias atrás. "Pessoas Como Nós", pois até não é que a porcaria do livro fala em relações mal resolvidas de mulheres na casa dos 37, fuck. Quanto mais tento desviar-me da minha luta interior algo aparece para me fazer ver o que metade do meu EU já sabe, mas que a outra metade não quer aceitar!! Não fosse eu uma gemiana com ascendente em Sagitário. Dizem os Astros que sou uma especié de Bomba... e pelos vistos neste momento está prestes explodir. Afastem-se enquanto é tempo.

Algumas dúvidas nos últimos tempos têm-me assombrado, parecendo uma nuvenzinha negra por cima dos meus queridos fios de cabelos em tons de dourado. Homens e Mulheres sempre viram o mundo de formas bem distintas, mulheres pensam em 1000 rotações por minuto e os homens simplesmente pensam com a cabeça debaixo. Como é que é possível aguma vez isto bater certo!! Quer dizer às vezes bate, e se bate. Mas quanto mais entro dentro da visão masculina, e o livro também me ajudou nessa tarefa, mais assustada fico. Porque as certezas que tinha até os 30/35 anos estão completamente a desaparecer... Oh Santa Inocência, em que planeta tens tu andado. Devia ter nascido gajo, sempre tive a sensação de que devia ter sido gajo.

Atacada pela Crise dos 35

A sério 36!! lembro-me perfeitamente de ver o episódio do Sex and City, em que a Carrie fez o seus 35 anos, aquilo era um verdadeiro marco na sua vida! Na altura não conseguia perceber a importância que lhe estava a atribuir... claro santa inocência do alto dos meus 20 anos a minha pessoa não conseguia sequer imagina-se com 25 quanto mais com 35!!. Quer dizer, será que tinha 20... provavelmente tinha 20, já foram há tantos anos que a amnésia que se começa a instalar após os 30 já não me permite lembrar com clareza, às tantas já pareço a minha velha tia " aí filha já nem me lembro do dia do meu aniverário!", e  ai penso ai contadinha... " aí mas como é isso possível". Pois bem, partindo do princípio que já não me lembro de acontecimentos que ocorreram num espaço temporal de pouco mais de10 anos, julgo estar completamente tramada quando fizer 80!! Aliás, acho que a minha tia de 80 têm uma memória melhor que a minha, porque se lhe perguntar os Rios de Portugal ela começa a debitá-los todos, sem contar com os textos que sabe ainda na ponta da língua do seu livro da primeira classe. COMO É POSSÍVEL!! Nem do último capítulo do livro que li ontem à noite me lembro, agora imaginem os textos do livro da primeira classe. Portanto, só posso concluir que com o passar do tempo e do avanço das novas tecnológias a memória dos seres humanos foi ficando cada vez mais reduzida, para mim é esta teória que faz sentido, 

Dizem que de 7 anos em 7 anos algo em nós muda, pode ser uma pequena mudança ou uma grande mudança, no meu caso deve estar para chegar uma grande mudança, sem contar que vêm com umligeiro atraso... não estivesse já eu nos 36...