Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crise dos 35

Crise dos 35

Matraca Fechada

Quantas, mas quantas vezes devíamos ter mantido a matraca fechada!? então eu, já lhe perdi a conta... mas pior do que dizer o que certamente não deveríamos é o tempo que isso nos vai atormentar depois de despecharmos cá pra fora aquilo que deveria ter ficar cá dentro! Às vezes o problema nãoé o que dizemos mas o que os outros interpretam!! Para a ajudar ao ramalhete actualmente podemos juntar ao que dizemos aquio que escrevemos... e não, não existe o "voltar atrás", portanto aquilo que escrevemos não pode ser "retirado" fuck. Pensei que com a idade o meu filtro mental estivesse mais apertado, que o caminho entre a minha cabeça e a minha boca fosse mais longo, e que entre a cabeça e a ponta dos dedos houvessem km's de distância que permitisse pensar antes de clicar no Send. Pois bem, quais 35 ou 36 anos de juízo!? esqueçam... se ontem queria ser um Urso para hibernar, o que hoje continuava a dar jeito, hoje preferia ser uma avestruz para enfiar a cabeça debaixo da terra, certamente vários quilos de terra em cima da cabeça não me iriam permitir pensar em todas cenas que tenho dito e escrito últimamente! As palavras já foram com o vento, agora ficou só o tormento de as ter dito ou escrito, o descodificar do que poderiam os destinatários ter interpretado. Há no momento da conversa não pensas-te!? agora!? agora é aguentar e tentar não contaminar todos os que estão à minha volta com o meu humor de cão, vá de cão, mas não de um cão qualquer, porque o meu é super bem disposto :)

Não te se percam no calor de uma conversa, tentem ser mais "espertas" que a vossa cabeça, resisitam à vossa língua, essa quer é emoção, mas depois quem se pode resentir é o coração. Devemos sempre dizer aquilo que penamos!? sem dúvida, mas o que será Às vezes mais importante, dizer o que temos a dizer para demosntrar aos outros o que se passa ou preservar-nos!? 

2 comentários

Comentar post